A Dúvida – Capítulo VII

A Dúvida
Capítulo VII

Mário,
Não tenho coragem para te escrever.
Abaixo segue o que consigo enviar.
A mágoa é grande demais e não me permite fazer melhor.
Tinhas saudades do tempo em que eu te confiava as minhas preocupações. Penso que vais poder matá-las!
Amo-te!
Bela

Dulce Morais

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

5 respostas a A Dúvida – Capítulo VII

  1. O problema maior da maioria todo casamento sem filho é isso: dura pouco; 8 anos, no caso. Essa parte, que, de início, não entendi bem, é a parte de pura reflexão, é aquele vai e vem muito bem elaborado. Estou tentando entender o conjunto da obra, o arcabouço… olha, genial!

  2. Ângela diz:

    Eu também! 🙂

  3. Mário / João Paulo, sim as páginas de um diário… e porque não?Que venha esse capítulo avassalador, então! Tenho a certeza de que todos os que acompanham esta história estão impacientes! Eu estou!

  4. Ahahah eu ontem li-o no teu computador! (é batota eu sei mas eu voltei a ler aqui!!)Força João Paulo! estou ansiosa por saber se o capítulo VIII será uma das opções que surgiram na minha cabeça após ler este =)

  5. Tu és malandreca… com que então páginas de um diário… prepara-te. O próximo capítulo vai ser avassalador. João Paulo. Ou será Mário?!

Obrigada pelo vosso comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s