Romance d’Aujourd’hui – II – O Desejo

O Desejo

As semanas passam e continuam a conversar de tudo o que lhes apetece sem temer que o outro fique intimidado. Não há restrições, não há vergonha. Os meses vão passando, trocam mensagens curtas por telemóvel, e-mails e até cartas, nas quais continuam a conversa iniciada na véspera, dizem o que não lhes ocorreu na presença um do outro ou o resultado de reflexões depois do diálogo frente a frente.

Um dia, ela recebe uma mensagem no telemóvel que vai fazer passar a relação a outro estado, que a vai transformar:

– Desejo-te como raramente desejei alguém!

Um arrepio atravessa-a da cabeça aos pés deixando um rasto de prazer na coluna. Cora-lhe o rosto com o tom que ele já disse apreciar sempre que se sente intimidada, mas desta vez não é timidez. É a demonstração física do facto que ela sente a mesma coisa. Não responde logo. Não quer simplesmente escrever Eu também. Não quer banalidade na sua resposta. Guarda a mensagem e continua a trabalhar, ou pelo menos tenta. Não consegue concentrar-se. Duas horas mais tarde, envia finalmente a resposta:

– A emoção que percorreu o meu corpo ao ler as tuas palavras é a minha resposta.

É com uma certa impaciência que ela espera que ele chegue ao café. Ele está calmo, mas ela treme um pouco. Toma a mão dela, beija-a, sorri-lhe e murmura:

– Eu sei.

O olhar que lhe oferece diz tudo. Ela compreende que o desejo dele é forte, que dura há algum tempo, mas que não pede nada. Ele lê no azul dos olhos dela que não deve haver pressa na satisfação desse desejo. Ela gosta desse sentimento, gosta do momento presente, da partilha da excitação do que poderá acontecer. Se os olhares trocados se enchem agora de algo mais que curiosidade, continuam as conversas, o desafio intelectual, a troca de ideias e de pontos de vista. Continuam, como gostam de dizer, a refazer o Mundo.

Por vezes, no meio duma conversa sobre o último evento político ou sobre uma cultura longínqua que descobrem, ele sente no seu corpo a urgência de a beijar, de a acariciar, de a amar, mas não o faz. Continua a comunicar, por olhares e palavras, a vontade, a voluptuosidade que sonha no corpo dela, a doçura da pele, o sabor do desejo dela. Nesses momentos, é ela que é percorrida pelas imagens do que poderia ser tocá-lo, beijá-lo, amá-lo. Também não o revela por palavras, mas o calor que sente na sua intimidade transforma o azul dos seus olhos em mar de desejos e prazer que ele consegue interpretar. Os dois gostam desse sentimento de desejo. Gostam desse momento de espera, de imaginação do que poderiam dar e receber do outro.

– Patrick, eu sei, e tu sabes, o que desejamos os dois. Mas não tenhamos pressa. Aproveitemos este estado onde ainda não sabemos como é mas em que imaginamos tudo. Deixemos que o sonho se prolongue, que o desejo cresça ainda mais, antes de o saciar.
– Christine, nunca conheci uma mulher como tu, que quer prolongar a espera, que não tem pressa. Tu falas de tudo sem preconceitos, mesmo de sexo. Isso é raro, mesmo para mulheres desinibidas. Mas tu não és desinibida, ou talvez sejas, mas não é a palavra que utilizaria para te definir. Tu tens abertura de espírito e acho que partilhar um momento íntimo contigo deve ser uma experiência única. Sim, vou deixar o desejo crescer. Vamos lentamente porque sei que só pode ser ainda melhor quando acontecer.

Continua a troca de ideias sobre tudo o que lhes vem à mente. Juntam assuntos de conversas às mensagens e ao correio que trocam. Agora também contam um ao outro o que imaginam fazer na intimidade. Não escondem nada, nem fantasias, nem o desejo do que querem dar e receber.

Continua…

Dulce Morais

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Uma resposta a Romance d’Aujourd’hui – II – O Desejo

  1. Anonymous diz:

    Gosto mesmo muito.Uma relação destas contada por uma mulher… estou curioso de saber como vai fazer evoluir a história.PA

Obrigada pelo vosso comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s