Tentativas



Tentativas

Escrevi-te versos de amor
Nas horas noturnas, em sonho.
Mas a manhã apagou-os
Deixando no meu peito
O papel branco e vazio.

Disse-te palavras de ternura
Durante a luz do dia.
Mas o serão encheu-as de silêncio
E o sal das lágrimas vazias
Caiu do meu rosto
Sobre as páginas brancas.

Não posso deixar
O papel por preencher,
Não posso calar 
As palavras por dizer.

Entrego ao vento,
Aos mares e às nuvens
Os versos, as palavras,
A intensidade do desejo,
E a verdade do sentimento
Que despertaste 
Com um beijo.
dm
Advertisements
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

17 respostas a Tentativas

  1. Amiga Dulce, cada dia fico mais encantada com seus versos, amo seu poetar e a forma que dá as palavras a ternura que traz na alma.Adoro voce!!!!Sou sua fã !!!

  2. Ana Mestre diz:

    As emoções sentidas quando ditas fazem tudo parecer mais real…

  3. Obrigada, Mari@! Será sempre bem vinda.

  4. Mari@ diz:

    Esse aqui é lindo! Parabéns Dulce pela sensibilidade.

  5. Isa, quando se diz isso, diz-se tudo!Muito obrigada!Abraços.

  6. Isa E. diz:

    Que poema maravilhoso, minha querida Dulce!"O amor é grande e cabeno breve espaço de beijar."Lindo demais!

  7. Lea diz:

    A profound expression of love. Beautiful!

  8. @ Valéria: Muito obrigada pela visita e pelo simpático comentário. Continuarei a visitar o seu "Do que eu gosto" com frequência.Beijinhos.@ Guaraciaba: As palavras por vezes chegam-nos de lugares inesperados… Muito grata pela visita. Até breve.Abraço.

  9. O sentimento de amor é tão intenso que as palavras nem sempre conseguem expressar mas o poeta sabe encontrá-las no vento, nos mares, nas nuvens e de noite elas vêm em sonhos realizar o desejo de amar.Linda poesia!Um abraço

  10. Valéria diz:

    Oi Dulce!Obrigada pela simpática visita ao meu blog. Seja bem vinda!Lindo o seu poema! Não podemos calar nossas emoções e sentimentos que traduzimos em palavras.Beijinhos!

  11. Grata pela visita e pelo comentário, Maria José! Volte sempre.

  12. Por vezes a ternura é isso, escrever palavras e entrega-las ao vento, ao mar, ás nuvens, e esperar que elas retornem, em forma de um beijo tão desejado…gostei muito Dulce, parabéns!

  13. Muito obrigada, Verinha! És uma querida! Até breve.

  14. Dulce Morais!!!Adoro teu estilo…o poema é maravilhoso.Parabens…Um beijovera portella

  15. Muito obrigada pelo comentário, amiga Cris. Para evitar que se tornem pesadas, o melhor é entregá-las…Beijos.

  16. Palavras por dizer carregam um peso que acaba por traduzi-las de forma indevida quando por fim as pronunciamos. Quando o desejo vem, o melhor caminho é deixá-lo fluir… Gr. Bj. minha querida!

Obrigada pelo vosso comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s