Ilação

 

Ilação

Eram duas mãos dadas,
O beijar de duas bocas,
O encontro de dois olhares,
Duas almas que se amaram.
Nas palavras disseram
Que nada se prometia.
Nos gestos entenderam
A paixão do primeiro dia.

O destino bateu às portas
Dos amores que não se esperavam.
Deixou nos corpos o desejo
De doar sem nada pedir,
De receber sem nada perguntar.

Mas foram as asas
Das borboletas do amor,
A sensação nos dois peitos abertos,
Que disse aos corações
Que tinham terminado os dias incertos.

Dulce Morais

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

35 respostas a Ilação

  1. Lindo! Muito sentido! Nota-se que o amor bateu forte no seu coração…Beijinho um bom dia para si, ah… que esse amor perdure para sempre!

  2. E foi assim que o amor bateu na porta e entrou.De outra vez ela estava aberta,pois era certo que o amor por ela entraria novamente.Lindo demais e inspirador.Carinhoso abraço.

  3. Será que os dias incertos terminam ? Seria o amor uma certeza ?Adorei o texto Dulce . Parece extremamente forte : " A sensação nos dois peitos abertos "

  4. Nada melhor que o fim dos dias incertos, nada melhor do que respirar fundo e dizer: "te encontrei enfim!" Lindo minha querida!

  5. Anne Lieri diz:

    Dulce,mais uma maravilhosa poesia de amor!Grande poetisa!Bjs e boa semana!

  6. Pérola diz:

    Uma ilação amorosa.Duma ternura infinita.beijinho

  7. Só no amor podemos nos sentir protegidos das incertezas, mesmo que por instantes.Lindo, perfeito!

  8. Sissym diz:

    Perfeito que a conclusão das possibilidades tenha sido o amor!Bjs

  9. LUZ diz:

    Olá Dulce,Vejo o teu rosto nos comentários dos blogues e tive curiosidade em vir ver o teu blog.Escritos em Português, em Francês e em Inglês. Muito tabalho e dedicação.Li o teu poema, que me parecia uma sonata, talvez, de Chopin, o mais conhecido.Cheio de acordes e metáforas, com laços, deixei-me levar por todos os elementos e senti a intensidade do amor.Abraço da Luz.PS: tenho dois blogues: Afetos e Cumplicidades Luzes e LuaresObrigada.

  10. E a partir de agora a certeza desse amor sobreviverá a tudo! É o destino. Muito bonito!

  11. Oi DulceÉ minha primeira vez por aqui, e já estou te seguindo. Adorei! Na linguagem do amor não precisam palavras! Lindo poema!Bjos. Fique com Deus!

  12. Amiga Dulce já passei por aqui e comentei teu lindo poema, mas hj vim te dizer, através de um presente, o quanto sou tua admiradora e estou me tornando fã dos teus trabalhos. Passa no meu blog e verá o que tenho para ti, com muito carinho. Um bj

  13. Ailime diz:

    Dulce, excelente poema! Isto sim é poesia e poesia de que gosto e muito. Beijinhos e bom domingo. Ailime

  14. Um lindo poema Dulce e é por amar que também vivemos num desassossego :)Beijito*

  15. Isa Lisboa diz:

    É muito bom ouvir o bater dessas asas, e perceber que elas nos podem envolver e proteger. Um poema que evoca sentimentos bonitos assim, é sempre bom ler.(Também gosto muito do "Anda comigo ver os aviões")Beijos

  16. Carolina diz:

    Sempre superandote, Dulce. Grande lirismo, amiga. Um beijo com borboletas.

  17. Olá!Bom dia!Dulce, tudo bem?"Mas foram as asasDas borboletas do amor,Que disse aos coraçõesQue tinham terminado os dias incertos."que elas, as asas, cresçam e desabrochem e sirvam para abanar as tristezas dos caminhos e desfazer tempestades ,que não precipite às ilações antes dos fatos…Obrigado pelo carinho!ótimo domingo!Beijos

  18. A cada vez que leio um novo poema seu, fica a certeza de que você está atingindo o ápice, a quintessencia, o uno, o 1 que dá valores aos zeros. Maravilha, Dulce!!!!

  19. R. Vieira diz:

    Um poema de tirar o fôlego hein!!! .))Sem palavras!

  20. Como seria bom o término dos dias incertos… Espero por isso há algum tempo… Belo poema! Bjs…

  21. Como é maravilhoso saber q o amor nos dá essa certeza, q não haverá dias incertos. Bjos..

  22. Men@ diz:

    doceDulce,Mais que sublimes versos de uma encatadora poesia.Uma conclusão lógica de amor versada com alegria.Assim são os Corações que como as flores exalam os seus perfumes e que na calada de uma noite enluarada se encontram guiados por uma escolta de vagalumes.besOSMen@

  23. O Profeta diz:

    Cinco letras…Cinco pontas de cadente perdida na auroraNa loucura de alguns instantes escrevoDescalço vou adiante num ir longe, emboraSolto das mãos murmúrios sussurrantesDo basalto explode um bando de pombos bravos, alguns negrosHá um livro branco apenas com a palavra ausênciaHá uma carta de marear para um rumo de mil segredosFlores de solidão crescem em pedaços de fria lavaUm espantalho saltou-me do bolso a remexerUma sombra desceu a janela e tocou-meCerrei olhos para sentir o que não queria verLuminoso fim de semanaDoce beijo

  24. Isa E. diz:

    "Que tinham terminado os dias incertos"Dulce, essa frase possui um profundo significado e é uma verdade que pode ser saboreada por aqueles que conhecem o amor.É através dele que as incertezas da vida são afastadas…Muito lindo esse poema!Beijo carinhoso, minha amiga.

  25. Ingritt diz:

    Uaauu!Muito lindo,intenso!Alias Dulce ,até hoje tudo que li em seu blog foi lindo, intenso e maravilhoso…e parece que voce imagina,estava eu aqui com seu blog aberto e de repente aparece um novo comentario no meu…Obrigada ,por estar presente no meu blog!Bjs

  26. jjcruz diz:

    É uma felicidade maior quando percebe-se que a incerteza passou -"dias incertos"- e a certeza de novos e belos momentos chega trazendo novo alento para se viver.

  27. O fim dos dias incertos é a maior revelação de quem ousa amar…quem espera alcança as certezas e abraça as esperanças…O que é intenso se multiplica em sentimentos…Beijos…Amei cada linha:)

  28. Boa tarde, Dulce. Amor assim está raro de vivenciar. Devemos aproveitar ao máximo quando o destino nos presenteia desse modo.Os achismos, as cobranças, tolem toda a liberdade que poderíamos ter e aos poucos acabamos denotando o amor!Lindo.Tenha um fim de semana abençoado e paz!Beijos na alma!

  29. O amor sem cobranças… apenas entrega. Lindo amiga. Lindo final de semana. Bjus

  30. Ana Mestre diz:

    tanta intensidade neste poema.Gostei.Bom fim de semana.

  31. Dulce, que amorzinho suave, inesperado e gostoso. Daqueles que dão friozinho na barriga, não é?Um abraçãoManoel

  32. Saõ assim os amores verdadeiros…jóias raras de imenso valor,O que se quer e o que se espera, sem cobranças e ciúmes, só a calma da certeza.um abraço

Obrigada pelo vosso comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s