A Solução – Capítulo III

Lady in Red por Denilce Luca http://dnlucaliveart.blogspot.com

A Solução – Capítulo III

(clique aqui para ler os capítulos I e II)

Sentada na esplanada do restaurante onde veio tomar um aperitivo, Gabriela lembra-se do rosto de Roberto ao ouvir a resposta. Passou a cabeça entre os dois cortinados que protegiam a casa de banho das projeções indesejáveis do chuveiro e olhou para ela, incapaz de dizer uma palavra. Os traços refletiam o choque ao mesmo tempo que uma certa incredulidade. Gabriela sabia que ele a considerava como uma alma fraca, uma pessoa incapaz de se defender e, sobretudo, dependente dele. A discussão durou pouco. Vendo que ela não mudava de opinião apesar das tentativas de doçura, das promessas, da cólera contra a outra ou contra ela, Roberto acabara por fechar uma mala e sair. Para onde, Gabriela nunca soubera. Roberto tentou voltar. Ofereceu flores, chocolates, escreveu cartas, convidou para viagens, telefonou, bateu à porta. Nada resultou. Acabou por desistir e despejar o apartamento comum de tudo o que lhe pertencia, deixando a Gabriela apenas o que ela tinha pago do seu bolso. Ela sabia que era injusto. Tinham comprado a maior parte da mobília em comum, e ele levava tudo. Mas ela queria virar a página, e achou que até seria uma boa ideia não viver rodeada de objetos comprados com ele, mesmo se ela tinha pago uma parte do valor.

O Martini chegou ao fim e o gelo derreteu por completo. O empregado propôs outro e Gabriela aceitou. Tudo tinha corrido como num sonho e só agora acordava. Encontrava-se numa situação impossível e não sabia a quem pedir conselho. A um advogado, talvez. Precisava de saber quais hipóteses tinha para tentar escapar ao problema. Perdida nos seus pensamentos, não se tinha apercebido que a sua bebida estava servida e que o empregado olhava para ela com um ar de expetativa.

– Penso que devo pagar imediatamente por estar na esplanada.
– É verdade, mas a sua bebida já foi paga.
– Como assim?
– Aquele senhor – disse o empregado levantado o queixo na direção de uma das mesas, situada um pouco mais longe à esquerda – pagou.
– E você aceitou? Eu não o conheço. Não quero aceitar.
– Ele também pediu que eu lhe falasse em seu nome para que a senhora lhe permita vir sentar-se à sua mesa para partilharem uma bebida.
– E se eu não quiser?
– Não sei o que lhe diga.
– Conhece aquele homem? É um cliente frequente?
– Conheço-o. Vem pelo menos uma vez por semana e bebe sempre um Chivas Regal seco.
– E ele oferece muitas bebidas a mulheres desconhecidas?
– Não. Penso que é a primeira vez. Pelo menos até hoje, nunca me pediu que falasse em seu nome.
– Muito bem. Diga-lhe que ele pode vir.

O rosto era oval. O olhar verde e intenso. O cabelo, já grisalho, era farto mas impecavelmente penteado. Era alto, perto de um metro e oitenta. Aparentava cerca de cinquenta anos. Foram as únicas observações que Gabriela conseguiu fazer enquanto ele se dirigia para a sua mesa.

continua
Dulce Morais

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

16 respostas a A Solução – Capítulo III

  1. Dulce, muito gostoso de se ler essa Solução. Tem-se a impressão de mais uma "encrenca" com a entrada em cena de mais uma pessoa interessante. Qual seria a solução?BejosManoel

  2. Envolvente, Dulce. Ansioso pelo próximo capítulo.

  3. Uou!Que trama está desenvolvendo Dulce… hahaConseguiu sugar-me desde o capítulo 1. Muito bem escrita… Quando vem o próximo capítulo?rsAbraços

  4. Vou ser do contra, rsrs. Não acho que saia romance com esse cara, senão seria fácil demais. Mas agora fica a dúvida: qual será o interesse dele nela e o dela nele?Está muito interessante…

  5. Delícia de leitura! Ansiosa pelo próximo capítulo!

  6. Por Amor diz:

    É Dulce querida …as coisa são hoje tratadas de forma tão superficial propositalmente para não criar limo !! Pena que esta seja a realidade …um beijo e voltando Pedro Pugliese

  7. Aqui no Brasil entre os jovens se diz " A fila anda" …não é muito bonita frase,mas o personagem anterior merece ser esquecido, anão ser que…Um abraço

  8. Dulce querida…. agora a história vai ficar animadíssima, eu pressinto… kkkkk Estou ansiosa amiga para o próximo capítulo… bjusss

  9. Saudações Dulce! Que trama huh.. to curiosa! Beijos e abraços!

  10. Querida, passei apenas para dizer que o teu desafio não está esquecido, vou tentar publicar um outro post antes da "campanha de incentivo à leitura"… Uma novidade para breve, que me está a roubar tempo e descanso, mas é temporário.Beijinho, depois passo com calma para saborear a tua história.Ruthia d'O Berço do Mundo

  11. Malu Silva diz:

    Hmmm…Será que é uma boa aderir a um novo romance? Não creio muito que um amor cura o outro, pois se terminamos uma relação amargamente há que se dar um tempo para colocar a casa em ordem…Um beijinho…

  12. Que pena ter que esperar até o próximo capítulo…Perigo é o que pressinto pela vulnerabilidade dela. bjs. está ficando cada vez mais intrigante,e emocionante.

  13. Ana Mestre diz:

    A solução?…ou o começo de novos problemas?

  14. Márcia V. diz:

    A historia já estava muito boa,agora está a ficar interessante…

  15. Dulce, que história!!! Gostei, minha linda!Bravo!Bjs,Martha

Obrigada pelo vosso comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s