No Deserto


No Deserto

Não é a areia. E o silêncio.
Que se infiltra no tecido
Da alma que espera.
É a ausência 
Que se faz violência
No peito frágil.
É seco e sem gosto
O alimento ingurgitado
Na espera de ti.

Não é a areia. É o silêncio.
Que corrói cada espaço
Nos interstícios dos laços.
É o vento,
Feito tempestade
Que levanta o véu
E desvenda a fragilidade.
São os insectos 
Que corrompem o ser
Para logo desaparecer.

Não é a areia. É o silêncio.
Que, afinal, me dá a força
De lutar ainda.
É o calor de uma lembrança
Perdida na memória,
Gravada na pele.
E caminho, sem parar,
Sobre dunas de sentimentos,
Atravessadas a passos lentos.
dm
Advertisements
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

14 respostas a No Deserto

  1. Evanir diz:

    MINHA AMIGA VIM SABER COMO ESTA VOCÊ?EU AMEI O POEMA ,MAIS NÃO SEI NADA DE VOCÊ MINHA AMIGA ESTA TUDO BEM?DEUS ABENÇOE SUA SEMANA BEIJOS,EVANIR.

  2. Lindo! Eu adorei, Dulce! É um poesia carregada de reflexões em belos versos! Parabéns!

  3. Afinal é no silencio, sofrendo a ausência que encontramos força para seguir a caminhada. Lindo poema amiga. Bjus

  4. Dulce, vi você no Vida & Plenitude e vim conhecê-la por aqui…Lindo poema!"Caminhar sem parar sobre dunas de sentimentos…" Muito bonito, profundo e esperançoso!Abraços

  5. O silêncio grita alto!Parabens.

  6. Isa Lisboa diz:

    É assim a ausência, deserto – árido e sedento..Um bonito poema, Dulce.Beijo

  7. Consegues sempre evocar emoções intensas, que são ao mesmo tempo dolorosas e ternas, tristes e delicadas.As tuas palavras embalam o meu coração.Beijinho e uma doce semanaRuthia d'O Berço do Mundo

  8. Meu Toque diz:

    Querida Dulce adoro ler você, mas este seu silêncio de hoje esta realmente especial, maravilhoso.

  9. Vivo esse momento! Que lindo estão seus versos. Um beijo para querida Dulce.

  10. No silêncio e ao vento os sentimentos perpassam a alma como dunas semoventes…amor, solidão e o calor da memória inquietante,E a coragem final.Belo poema.

  11. Kuma diz:

    E quão belo é o som do silêncio!Beijinhos :3

  12. Me encontro assim, atravessando as dunas dos sentimentos em passos lentos. Muito lindo, Dulce :))

  13. Um silêncio que é uma suave melodia e que adorei. Beijos com carinho

  14. seu belo poema, Dulce, fez sentir na pele os sentimentos traduzidos nos versos. Bjos.

Obrigada pelo vosso comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s