Marés Silenciosas


Marés Silenciosas

Não preciso saber
As marés que te assaltam.
Não precisas dizer
As partes que te faltam.

Não é necessário falar
Para que eu te entenda.
É, por vezes, indispensável calar
A palavra que a alma desvenda.

Mas o silêncio não impede
A mão estendida que oferece.
Sem palavras, entende,
O que a outra mão carece.

Guarda o silêncio, 
Não digas nada.
Nas palavras que não pronuncio
Há conforto para a alma abalada.

Amanhã, talvez, 
Quando o vento acalmar,
Virá a tua vez
De versos doces derramar.

Hoje, guarda essa mágoa
Que te impede ver mais além.
Verás que o tempo acalma a água,
Guarda por perto os que te querem bem.

Dulce Mor@is

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

11 respostas a Marés Silenciosas

  1. Bia Hain diz:

    Oi, Dulce. Muitas vezes só o silêncio (e o carinho) é capaz de trazer o conforto da qual uma alma entristecida precisa. E deixar que o tempo faça seu trabalho…um abraço!

  2. Dulce, belo poema com imas ricas. Parabéns. Bjos.

  3. Dulce, como vai você?Marés silenciosas. Maré de março. Cheia maré que acabou por encher-te de lindos e profundos versos, sem importar se há neles certezas ou dúvidas, se há verdades ou suposições, contudo, não posso negar que "o tempo acalma a água" e que bom é manter por perto os amigos.E a ti ainda digo: guarda a beleza silenciosa que te inspira!Desejo-te uma noite sorridente!!!Alice.

  4. Isa E. diz:

    Dulce, que maravilha esse poema!Li e reli já várias vezes antes de comentá-lo. Lindo!Há muito silêncio em algumas palavras…Mas no silêncio há uma infinitude de significados e sentimentos. Sim, o silêncio pode dizer muito, minha amiga!Um beijinho

  5. Por Amor diz:

    Dulce …Muito lindo e verdadeiro …falar em silêncio as vezes diz mais …Parabéns um beijo grande Pedro Pugliese

  6. Isa Lisboa diz:

    Por vezes o silêncio diz tanto…!Abraço

  7. Élys diz:

    Um poema de extrema beleza que mostra que o tempo a tudo acalma.Um abraço.

  8. Guardar perto quem nos quer bem é um excelente conselho, Dulce. E ter esse dom de os acalmar com doces versos, como os teus, não tem preço.A tua escrita é invariavelmente bela.Beijos, milRuthia d'O Berço do MundoP.S. Gosto da nova foto do facebook

  9. Bela música da compreensão, da sugestão de alguém que ama não só os gestos óbvios de alguém como também buscar ter compaixaõ pelas fraquezas da pessoa que,somente, por atos implícitas diz para outro. Adorei esse sentimento de campaixão somado a canção que é formada no poema.Parabéns Dulce.

  10. As vezes as palavras realmente são indispensáveis, no silencio, os olhos dizem tanto e no calor do abraço as palavras brotam bem mais fortes enquanto deixamos que o tempo apazigue nossas dores. Lindo!!!! Bjus querida e parabéns por estes belos versos. => Gritos da alma => Meus contos => Só quadras

Obrigada pelo vosso comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s