É assim…


É assim…

Ser descrita em metáfora, 
Sob doces flores dormir, 
Receber rosas sem espinhos 
E às nuvens puder sorrir.  

Beber sentimentos 
Em cores suaves pintados 
E receber a cada instante 
Beijos sobre os lábios rosados.  

Nas folhas de papel branco 
Ver o sentimento deitado. 
Ouvir palavras rimadas 
Declamadas pelo ser amado.  

É assim ser amada 
Por um poeta ao puro coração. 
Mas o mais belo, vos digo, 
É amá-lo sem limitação.

Dulce Mor@is
Advertisements
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

11 respostas a É assim…

  1. Estou passando para apreciar sua maravilhosa página e agradecer por estar conosco.Muito obrigada e volte sempre.

  2. Os limites estragam o amor…Belíssimo poema, gostei muito.Dulce, desejo-te um bom domingo.Beijo.

  3. Que lindo e doce (como o teu nome). Gosto de saber que já consegue navegar por águas calmas e cândidas.BeijinhoRuthia d'O Berço do Mundo

  4. Ser amada por um poeta, sendo poeta, é um exercício muito criativo. Bonito demais!

  5. musa e poetisa… amante e amada… plenitude…

  6. Viva o amor e a poesia!

  7. Dulce,Nunca fui, mas penso que ser amada por um poeta deve ser guardar no peito um paraíso todo nosso, de onde tiramos, independente das circunstâncias, alimento diário para nossa alma. Ah… tem coisa melhor? Lindo amiga! Gr. Bj.!

  8. É assim que tem que ser o amor… sem limites. Lindo querida e muito apaixonado. Um beijo. => Gritos da alma => Meus contos => Só quadras

  9. Sempre ser capaz de amar sem limitação é o mais belo de nós,bjs

Obrigada pelo vosso comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s