Inutilidades

Arte: Michel Keck

Arte: Michel Keck

Inutilidades

Não é necessário correr atrás do tempo ou do vento. Ambos nos encontram, mais cedo ou mais tarde, e levam cada um, um pouco de nós.
Não é necessário dizer os pensamentos ou as ideias que atravessam à nossa frente. Cada um chega a seu tempo, em gestos e imagens aos olhares alheios.
Não é necessário esperar o amor ou a sua demonstração. Esse só pode sentir-se e viver em cada um. Escondido. No peito reside o seu abrigo.

Não é necessário escrever versos, palavras ou flores para contar as inutilidades. Tudo se desvenda naturalmente em devaneios que passeiam na mente.

Dulce Morais

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

16 respostas a Inutilidades

  1. Não é necessário dizer o quanto seus versos me ajudam a ser uma pessoa melhor. Se o faço é para agradecer e deixar registrado o quanto és importante não só para mim mais para milhares de pessoas neste mundo digital

    • Querida Claudiane,
      Não é necessário dizer que o seu comentário me emociona. Se o digo é para que fique gravado que, se as minhas palavras ou a minha presença podem importar a alguém, é a mais importante razão para continuar.
      Grande abraço!

  2. Sissym diz:

    Dulce, o blog está otimo!

    Realmente é inutil correr atras do que não se alcança e não leva a lugar nenhum.

    Beijos

  3. Adorei seu texto e seu novo espaço, Dulce! Um abraço!

  4. Ruthia diz:

    Querida Dulce, boa sorte na “casa nova”. Que cresça consigo e se encha de amigos, tal como a anterior.
    Beijinho doce, e votos da inspiração do costume
    Ruthia d’O Berço do Mundo

  5. Dulce,

    A mente pode ser nosso maior abrigo nos devaneios, mas se não cuidarmos pode também ser nosso maior precipício, penso. Mas concordo contigo, tudo se desvenda naturalmente, talvez até a própria mente.

    Parabéns pela nova casa! Adorei esse cheiro de natureza combinando perfeitamente com teus versos e teu rostinho. Gr. Bj. e te desejo voos cada vez mais altos!

  6. luisa diz:

    Mas é necessário seguir o Crazy 40 blog e por isso já atualizei a minha lista de leitura…:)
    Gostei deste novo espaço.

  7. Isa Lisboa diz:

    Concordo que é uma inutilidade correr atrás do vento, ou do tempo ou do amor…! Eles virão quando menos os esperamos! Mas que não seja necessário escrever versos…. Isso não: versos como os teus são sempre necessários.
    Parabéns pela tua nova casa, adoro a tapeçaria da entrada! 😉
    Beijinhos

  8. Também penso que o que é inútil não deve ser floreado. É de tanto maquiarem que temos tantos tombos por aí. E quando fala do amor, Dulce, realmente não é necessários, não vale a pena esperar uma demonstração sequer. É melhor que vivamos por nós mesmos, digo o amor.

    Belíssimo.

    perdoe a ausência e obrigado pelos comentários e incentivos, contribuíram muito para que eu pudesse seguir por aqui.

    Abraços de quem te admira. Do amigo Diego.

    • Diego, muito obrigada por cada palavra!
      Saiba que a recíproca é verdadeira em cada uma!
      Obrigada por ser o primeiro a visitar este novo cantinho!
      Um grande abraço!

Obrigada pelo vosso comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s