Corola

Foto: Maria Antónia Freire

Foto: Maria Antónia Freire

Corola

Foi o Sol,
Foi a luz,
Foi o dia
E a alegria.
Foi o calor,
Foi a imagem,
Foi a lembrança
E uma mensagem.
Foi a flor
Oferecida
Que acordou
A alma adormecida.

Dulce Morais

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas . ligação permanente.

22 respostas a Corola

  1. Iza diz:

    Oi, Dulce! Vim borboletar por aqui. Agradeço todo o seu carinho. Admiro muito seus poemas. Eu sempre fico pensando como as pessoas conseguem fazer poemas e a mim cabe apenas ler e absorver.
    Eu tinha visto que havia mudado para o WordPress. Também tive blog aqui, mas me acostumei com o blogger.
    Beijos!

    • Iza,
      Seja muito bem-vinda de volta!
      Fico feliz de poder contar com a sua presença novamente.
      Não me cabe escrever poemas… eu roubei esse direito a quem sabe fazê-lo… 🙂
      Beijinhos!

  2. Dulce, muito delicado. Parabéns!

  3. Um dia a mão que oferece a flor, em outro a alma despertada pelo gesto da doação .
    Perfeito seria assim.
    Bjs.

  4. Tanto pode a alma que dorme quando enfim desperta… Lindo minha querida. Gr. Bj.!

  5. Leandro Monteiro diz:

    O sol é o desabrochador de vidas. Quanto li os seus verso, Dulce, gostei da sutileza, da suavidade e do ritmo agradável de cada linha (contando com os sons também). Imaginei mais um verso, se me permitir fazer um incômodo subversão, que é: E a vida desabrocha.

  6. Marilene diz:

    E como não acordar diante da beleza natural e significativa? Lindas colocações! Bjs.

  7. Ruthia diz:

    Estes dias mais amenos e primaveris despertam-nos, mas só os poetas os conseguem transformar com esta doçura em algo digno de se ler.
    Beijinho querida Dulce e muito obrigada pela sua participação inspirada no meu desafio de aniversário.
    Ruthia d’O Berço do Mundo

    • Querida Ruthia,
      O seu blog merece todos os elogios! Fico muito feliz de poder estar presente através da minha modesta contribuição!
      A primavera é assim que nos alegra o coração e faz florescer a nossa alma… 🙂
      Beijinhos!

  8. Isa Lisboa diz:

    Pequenos gestos e pequenas coisas, que fazem tanto!
    Beijinhos

  9. Flores, num dia especial. Bem, flores fazem todos os dias especiais. Adorável o teu poema.

  10. Dulce, adorei tudo isso até chegar à flor oferecida que sempre acorda a alma adormecida.
    Um beijo,
    Manô

Obrigada pelo vosso comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s