(trans)Formação – Parte II

Arte: Pamela Maloney

Arte: Pamela Maloney

(trans)Formação – Parte II

(clique aqui para ler a parte I)

Quanto tempo terá passado desde a última vez que abri os olhos? O tempo é algo relativo. Não o compreendo ainda bem. Será que posso atrever-me a tentar ver novamente? Ainda me sinto arder, mas já tenho sensações de plenitude, de estar mais completa. Talvez agora me seja possível concentrar-me sobre o que me rodeia…

Espanto!
Tudo está tão calmo!
Parecem ter decorrido milénios desde aquela explosão (ou implosão?) que me deu a vida.
Flutuo.
Ignoro como seja possível, mas flutuo.
Não estou só. Outras como eu (serão mesmo como eu?) encontram-se por perto. Algumas ardem por dentro, outras por fora. E aquela estrela, que me irradia de partículas imperceptíveis mas poderosas, é tão bela.

Choque!
Que dor!
O que poderá ter acontecido?
Agora mesmo! Um rasgo em mim, tão profundo, tão doloroso. Arrancaram-me um pedaço…
Devolvam-mo! Tragam de volta o que me pertence!

Afinal, é melhor voltar a fechar os olhos. Esta dor é tão intensa. Preciso centrar-me novamente, tentar recuperar a parte que me falta. E se não conseguir? Não vou pensar nisso agora. Vou apenas fechar-me em mim por mais alguns séculos… ou para sempre.

continua

Dulce Morais

Arte: Phil Perkins Fonte: http://fineartamerica.com/

Arte: Phil Perkins
Fonte: http://fineartamerica.com/

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas . ligação permanente.

19 respostas a (trans)Formação – Parte II

  1. leonardo diz:

    ..ninguém -es como tu…terra ou mulher..ninguém -es como tu…

  2. Dona Terra, ouvi pela primeira vez a voz do Rudyard Kipling graças a você, obrigado.

    • Obrigada por estar aqui!
      Marcos, o vídeo na coluna da direita nos diz o poema de Rudyard Kipling, mas é na voz de Tom O’Bedlam 🙂
      Infelizmente, penso que não nos chegou nenhum arquivo que possas dar-nos a possibilidade de ouvir o próprio Kipling.
      Abraço!

  3. +Palavras ao Vento diz:

    Continuo adorando, Dulce… Já estou esperando a continuação…
    Encantador e envolvente este seu jeito de escrever…
    Como é bom ler você, Dulce…
    Um grande abraço!

  4. Ruthia diz:

    Pois partilho da mesma “comichão” de curiosidade dos restantes leitores. Objectivo alcançado, minha querida.
    Beijinho

    • Ainda bem que esse objetivo foi alcançado, Ruthia!
      Agora resta a saber se a história, ela, corresponderá às expectativas 🙂
      Beijinho!

      • +Palavras ao Vento diz:

        *Cara Dulce.* *Não demora não, tá?* *Tem gente que não pode ficar ansiosa porque a pressão sobe…​*

        *No mais,* *queira-me bem que não lhe custa nada.*

        *EP. GHERAMER* *Palavras ao Vento *

        Em 15 de maio de 2014 16:04, Crazy 40 Blog

  5. Meri Pellens diz:

    Fiquei encantada com a história. Quero mais!
    Bjs… MP 😉

  6. “Terra, por mais distante que o errante navegante, quem jamais te esqueceria”. Hum?

  7. zumira marçal diz:

    E a mente já nos leva a fervilhar de perguntas!! O que passa na mente da escritora?? Cremos que ideias mil, resta-nos apenas aguardar, certamente terá um final perfeito..

    Bjss.

    • Zumira,
      A resposta virá muito em breve!
      A mente da escritora também fervilha de impaciência de saber as reações dos leitores a este pequeno delírio que faz falar quem não tem voz… 🙂
      Bjs!

  8. Olha que lendo mais esse trecho, desperta-me muitas ideias do que possa ser. Adorando todo esse mistério! Bjs

Obrigada pelo vosso comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s