Fuga

“Ayiti Déchiré” – Lalilalie

“Ayiti Déchiré” – Lalilalie

Fuga

Rasgar o tempo
No espaço que me resta
Escapar de mim

Dulce Morais

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas . ligação permanente.

8 respostas a Fuga

  1. Isa Lisboa diz:

    Por vezes precisamos escapar para nos encontrarmos…!

  2. um poema muito completo e com poucas palavras.
    por vezes quando escrevemos, escapamos de nós.
    um beijo
    🙂

  3. Até pra o escape há uma volta. Lindíssimo Dulce!
    Grande beijo querida.

  4. A fuga pode ser boa
    Se construir uma ponte.
    Tens, de ti, o horizonte.
    Não tens que andar á toa.

    Beijo
    SOL

  5. Tugazzar diz:

    os bons poemas, de facto, não se medem pela quantidade de palavras e/ou de versos, mas pelo que transmitem e/ou potenciam nos leitores.
    vejo a fuga como ponte de, e para a, harmonia e a recriação, que, de forma poética, enquanto leitores, nos recreia e remete para a acção.
    muito bom!

  6. Belo Haiku incisivo.
    Abraços Dulce e bela semana

  7. Forte isto, Dulce!
    Um grande abraço, minha amiga!

  8. Rasgar o silêncio e absorver todas as palavras!!

    Lindo demais!!^^

Obrigada pelo vosso comentário!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s